deboraligieri

Primary tabs


deboraligieri is offline

deboraligieri

São Paulo, São Paulo
124POSTS
1425VOTOS

Sobre e Interesses

Sobre:
Sobre mim: 
Advogada, blogueira e ativista em saúde, com foco nos direitos das pessoas com diabetes. Em 2008, abri meu escritório Débora Aligieri Advocacia, com atuação centrada na área de saúde, tanto privada quanto pública, com ênfase em diabetes (tenho diabetes tipo 1 desde 1986). Em 2009, participei da Audiência Pública sobre Saúde realizada no Supremo Tribunal Federal, com o texto "Sobre o Tratamento do Diabetes" (contribuições da sociedade civil). Em 2014 participei da roda "Blogueiros em Rede" na IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica, do Ministério da Saúde. Em 2015, participei da 15ª Conferência Nacional de Saúde como participante livre. Luto em defesa do SUS, pela efetivação do direito à saúde integral, universal e igualitário das pessoas com diabetes, com fornecimento pelo sistema público de saúde de medicações, insumos e assistência terapêutica adequada para cada caso em sua individualidade. Acredito nas ações judiciais como controle social e como ferramenta para aperfeiçoamento do SUS, e que a judicialização da saúde pode ser solucionada se o sistema público criar formas mais eficazes de atender as pessoas que não conseguem bons resultados com os tratamentos padronizados.
Formação: 
Direito - Universidade Mackenzie
Use os filtros para refinar sua busca e encontrar resultados mais relevantes

VEJA TAMBÉM


deboraligieri is offline
1votos

OPAS/OMS divulga alerta epidemiológico sobre febre amarela para as Américas

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) divulgou no dia 09/01/17 uma atualização de alerta epidemiológico sobre febre amarela para a Região das Américas. O documento informa que, desde 2016, Brasil, Colômbia e Peru reportaram casos confirmados da doença. A febre amarela é uma enfermidade hemorrágica viral aguda transmitida por mosquitos infectados. Pode ser prevenida por uma vacina eficaz, segura e acessível.

deboraligieri is offline
5votos

Educação Popular em Saúde prepara livro sobre experiências nos serviços

Nos últimos anos, o grande esforço do movimento de educação popular em saúde tem se concentrado na formulação da Política Nacional de Educação Popular em Saúde (PNEP-SUS), aprovada em 2013, e nas ações sucessivas para sua implementação. No entanto, para pensadores do segmento como Eymard Mourão Vasconcelos, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), houve um efeito colateral.


deboraligieri is offline
4votos

Debate "Universalidade e Direitos Sociais: a mercantilização e a cobertura universal em saúde"

A quarta atividade do ciclo de debates "Os desafios do SUS na contemporaneidade" acontece no próximo dia 08/12/16, quinta-feira, no auditório Paula Souza da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (Av. Dr. Arnaldo, 715 - Pinheiros, São Paulo/SP).

 


deboraligieri is offline
5votos

Debate "Equidade e o Direito à Diversidade: Saúde e Democracia"

A terceira atividade do ciclo de debates "Os desafios do SUS na contemporaneidade" acontece no próximo dia 18/11/16, sexta-feira, no auditório Paula Souza da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (Av. Dr. Arnaldo, 715 - Pinheiros, São Paulo/SP).

 


deboraligieri is offline
5votos

Sexta especial do Formação em Debate: Impactos da São Paulo Carinhosa e Programas que mais repercutiram nas Redes Sociais

A Escola Municipal de Saúde (EMS) promove a formação, o desenvolvimento e o aprimoramento profissional dos servidores públicos, dos trabalhadores das organizações parceiras e dos membros dos conselhos gestores, vinculados às unidades de saúde, da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, por meio do planejamento, desenvolvimento e execução de programas de educação profissional em saúde.


deboraligieri is offline
7votos

Relatos da UBS/AMA Santa Cecília - O efeito IABAS

Relato do dia 19.10.16

 

Hoje compareci à UBS/AMA Santa Cecília para retirar timanina e levotiroxina sódica (para tratamento de neuropatia diabética e hipotireoidismo, respectivamente). Pensei em aproveitar e entregar para recolhimento o meu lixo de pérfuro-cortantes, marcar o retorno com a neurologista e a clínica geral, marcar exames, e verificar no setor de regulação o andamento do pedido já registrado de exames de mapeamento da retina e retinografia, e do atendimento para avaliação da minha endometriose (sim, faço tudo isso na num único lugar!).

 


deboraligieri is offline
5votos

Pesquisas sobre o Programa Mais Médicos: análises e perspectivas

A edição 21.9 da Revista Ciência & Saúde Coletiva se entitula o "Programa Mais Médicos: análises e perspectivas". Este número temático foi organizado em parceria do Comitê Coordenador da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde (APS) da Abrasco com a Organização Pan-Americana da Saúde. Nesta edição, divulgam-se os primeiros resultados avaliativos do mais novo programa do SUS, o "Mais Médicos" que completa três anos e, atualmente, está presente em 4.058 municípios do país e nos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas, sendo constituído por um contingente de mais de 18 mil médicos.

deboraligieri is offline
10votos

Redes de comunicação e saúde: somos afetados nas (e pelas) relações. Para (se) submeter ou compor?

Em 11.10.16 aconteceu a segunda aula do curso “Comunicação e Saúde: espaços, estratégias e atuação” promovido pela Associação Paulista de Saúde Pública - APSP. Ricardo Teixeira, docente do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), grande amigo e parceiro da Rede HumanizaSUS, nos convidou a refletir sobre “Redes de Comunicação e Saúde”. 

 


deboraligieri is offline
13votos

O que é comunicação em saúde?

Na última segunda-feira, dia 03.10.16, teve início o curso de extensão “Comunicação e Saúde: espaços, estratégias e atuação”, promovido pela Associação Paulista de Saúde Pública – APSP. O objetivo do curso é estimular a reflexão sobre o desenvolvimento de tecnologias de comunicação e sua utilização no campo da saúde, assim como sobre os processos e instâncias de mediação.

 


deboraligieri is offline
8votos

Viver em função da doença não é saúde, é cárcere biopatológico

Texto do depoimento/manifestação enviado como contribuição para a Consulta Pública CONITEC/SCTIE Nº 25/2016 - Insulinas Análogas Diabetes Mellitus 1