apoio matricial

Apoio matricial em Saúde Mental na Atenção Básica

Em entrevista cedida para a Comunidade de Práticas da Atenção Básica, o psiquiatra e doutor em Saúde Coletiva, Deivisson Viana, fala sobre os desafios, potencias e limites do Apoio Matricial em Saúde Mental na Atenção Básica.

Vale a pena conferir!

 

 

 

Por uma Clínica do Território

  Temos nos debatido já faz algum tempo na busca incessante pela definição e, o que é mais importante, execução da chamada "Clínica Psicossocial", em específico nas ações de atenção em Saúde Mental, que já nos seus primórdios, quando da Luta Antimanicomial, clamava por uma "Clínica Ampliada".
  Entende-se aqui a "Clínica Ampliada" como sendo essencialmente uma "Clínica da Singularidade" e, assim sendo, uma "Clínica do Território", da compreensão e da apreensão do espaço geográfico e psicológico dos sujeitos, entendido a partir do seu conjunto de inter-relações.

Abertas vagas para seleção de 130 tutores para curso de aperfeiçoamento em apoio matricial

Fonte: Portal da Saúde - Departamento de Atenção Básica/MS

Até 4 de dezembro está aberta a inscrição, on-line, para os interessados em participar da seleção de tutores para o curso semipresencial de Apoio Matricial na Atenção Básica (AB), com ênfase nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf), em nível de aperfeiçoamento. A duração estipulada é de sete (7) meses e carga horária de 180 horas, das quais 100h à distancia e 80h presenciais. Estão previstas 130 vagas para tutoria e 26 em regime de suplência, e o tutor titular terá direito a uma bolsa mensal de R$ 1.500,00.

Estado do RS realiza encontro de NASF e NAAB

Nos dias 23 e 24, foi realizado no Hotel Continental, em Porto Alegre, o encontro estadual dos NASF e NAAB -núcleo criado pelo estado para o matriciamento em saúde mental. O evento que contou com mais de 200 pessoas, entre trabalhadores destes núcleos, gestores de saúde e coordenadores regionais de saúde da atenção básica, foi promovido pelo DAS, da SES-RS, através da equipe da Atenção Básica.

 

 

Durantes os dois dias, foram discutidos temas como o apoio matricial, apoio institucional, as diretrizes dos NASF e NAAB e a apresentação de experiências de alguns municípios com o trabalho de apoio na atenção básica. Também foi realizado uma discussão por macrorregional de saúde para discussões, encaminhamentos e planos de trabalho coletivos por região.

 

Material sobre Apoio Matricial

Olá pessoal,

Segue material do encontro sobre Apoio Matricial.

Grande abraço,

Patrícia S C Silva

O PSIQUIATRA NO APOIO MATRICIAL: ABRINDO MÃO DO SUBSTANTIVO E DANDO LUGAR AO SUJEITO E AO VERBO

     Dentre as especialidades médicas clínicas, a psiquiatria pode ser considerada como a mais hierarquizada, no sentido de que ela transcende o modelo médico baseado no orgânico e em fatores etiológicos. O sujeito em sofrimento psíquico aponta todo o tempo para esse mais além e para a falta que o saber científico não consegue dar conta.
     Pensando no apoio matricial como dispositivo humanizado para a troca de saberes entre a atenção básica e psiquiatria, podemos nos perguntar sobre qual seria a ampliação da clínica, proporcionada pelo apoio do psiquiatra à rede de saúde. Qual seria a especificidade do saber psiquiátrico, a ponto de podermos justificar sua presença numa equipe de NASF por exemplo?

4ª CRS promove encontro de NASF e NAAB

A 4ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Santa Maria/RS, através da coordenação da Atenção Básica e da Saúde Mental, promoveu no dia 15 de outubro, um encontro para as equipes de NASF e NAAB, dos municípios que compõem esta regional de saúde.

Neste encontro foram discutidos temas como apoio matricial, conceito e como se opera na prática - fragilidades e potencialidades - provocando reflexões e discussões entre os presentes.

Como encaminhamento, o grupo agendou um novo encontro para o mês de março de 2014, onde será elaborado um cronograma de encontros para todo o ano e um plano de trabalho regional.

CURSO DE APOIO EM SAÚDE com foco na Atenção Básica

RESUMO DO PROJETO
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO "APOIO EM SAÚDE"

OBJETIVO GERAL
Contribuir na formação de profissionais para o apoio institucional em todos os estados do Brasil, para atuarem como multiplicadores em Apoio em Saúde (Institucional e Matricial) e da Co-gestão, visando a democratização institucional e a reorientação dos modelos de atenção e gestão do SUS.
METODOLOGIA
O referencial teórico do projeto baseia-se no Apoio Paidéia, metodologia para o trabalho com coletivos que tem como objetivo ampliar a capacidade de análise e de intervenção dos sujeitos para agirem coletivamente sobre a realidade.

I OFICINA REGIONAL DOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA DA REGIÃO DE SAÚDE DE BAURU: QUEM APOIA O APOIO?

Identificando a necessidade de trocas de experiências, discussão sobre o apoio matricial e a consolidação de espaço coletivo para discutir processo de trabalho dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família, reuniram-se no dia 29 de outubro no auditório do Departamento Regional de Saúde de Bauru, os NASFs de Areiópolis, Botucatu, Cafelância e Conchas, além de trabalhadores das áreas técnicas da DRS, apoiadores do COSEMS e apoiador da Política Nacional de Humanização SAS/MS, para realizarem a I Oficina Regional dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família.

Divulgar conteúdo