matriciamento

saude mental e atencao primaria - telessaude - 1390 acessos - 5 regioes

Ola,

Nos anos de 2012, 2013 e 2014 foram realizados 21 seminarios no telessaude - RJ Saude Mental e Atencao Primaria sempre com a presenca de um profissional da atencao primaria e um da saude mental para conversar solucoes possiveis para um problema comum em saude mental encontrado no cotidiano da atencao primaria.

Essa semana recebi informacoes sobre o numero de acessos a essas informacoes e decidi compartilhar com os grupos nos quais eu divulguei as atividades neste periodo.

485 pessoas conseguiram acessar ao vivo

1390 pessoas assistiram as gravacoes

618 certificados foram produzidos

e 140 cidadas das 5 regioes do pais acessaram.

Guia Prático de Matriciamento em Saúde Mental

 

 

 Ministério da Saúde - Centro de Estudo e Pesquisa em Saúde Coletiva, 2011.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Centro de Estudos e Pesquisa em Saúde

Coletiva (Cepesc) e Faculdade de Ciências Médicas

Universidade Federal do Ceará – Campus de Sobral

Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina

Pontifícia Univeridade Católica do Rio Grande do Sul – Faculdade de Medicina

Autores

Daniel Almeida Gonçalves

Dinarte Ballester

Dulce Helena Chiaverini (Organizadora)

Luís Fernando Tófoli

Luiz Fernando Chazan

Naly Almeida

Sandra Fortes

Revisão metodológica

Colaboradores

Fernanda Pimentel

Flavia Ribeiro

NASF Central de Palmas-TO realiza matriciamento em saúde mental com abordagem em álcool e outras drogas na atenção básica

O Ministério da Saúde tem investido na implementação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) como Rede de saúde mental integrada, articulada e efetiva nos diferentes pontos de atenção para atender as pessoas em sofrimento e/ou com demandas decorrentes dos transtornos mentais e/ou do consumo de álcool, crack e outras drogas, com ênfase nos serviços de base comunitária, caracterizados pela plasticidade de se adequar às necessidades dos usuários e familiares. A constatação de que o uso de substâncias tomou proporção de grave problema de saúde pública no país encontra ressonância nos diversos segmentos da sociedade, pela relação comprovada entre o consumo e os agravos sociais que dele decorrem.

Matriciamento: Um paradigma fora da cultura tradicional.

Para sustentar a ideia de matriciamento temos que assumir um pressuposto sobre o papel dos profissionais da saúde que tem um caráter revolucionário.

Ao realizarmos encaminhamentos entre níveis de complexidade estamos executando um roteiro baseado em fundamentos positivistas inconfessados. Muitos de nós não podem abrir mão da ideia de que o conhecimento técnico é absoluto e localizado no intelecto de quem domina a arte: o especialista.

PET Saúde Gênero e Sexualidade, ai eu to babando!

 

Quem me conhece sabe que eu sou "babona", "mãezona" e "chata" tb claro. Não tem mãe que não seja chata, né? Quem é filho sabe disso. Ai mas como foi bom poder ser chata em um ambiente de Educação Permanente com alunos de graduação de psicologia, medicina, enfermagem e serviço social e ver os resultados nas carinhas deles todos. Vi nos últimos 2 anos esses meninos e meninas se apropriarem dos seus saberes no cenário de práticas da atenção primária. A super educadora, professora da Medicina Integral da UERJ Regina Moura que traz pra discussão da saúde a importância de se atentar para o Gênero e Sexualidade, mais esse grupo de parceiros preceptores e os aprendentes me fizeram muito feliz esse tempo. To fazendo um lutinho com um orgulho "da peste".

< 3 só love so love. 

Grupo Menos Dor – UMSF São Silvestre e NASF de Jacareí - SP

O trabalho relata a experiência de construção de um grupo, para usuários do SUS com dores crônicas, com base nas demandas percebidas pela Unidade de Saúde da Família São Silvestre, devido a necessidade de uma abordagem integral com enfoque multidisciplinar.

O trabalho foi construído iniciando pelo levantamento de demanda espontânea percebida pela Unidade de Saúde da Família em convergência com a demanda dos profissionais de fisioterapia que atendem na reabilitação da prefeitura de Jacareí, foi realizada a análise em conjunto com a unidade para construção da melhor abordagem e formato do grupo. Com o elevado número de usuários levantado pelos agentes de saúde, percebeu-se a necessidade de criar um Projeto Piloto, para entender e atender adequadamente a população.

Saúde Mental.

O Ministério da Saúde preconiza a função de CAPS como regulador da rede de saúde mental, direcionando as políticas e programas referentes ao tema. Os CAPS devem ser ainda portas de entrada para quadros psiquiátricos agudos e graves, atendendo prontamente crises. Além disso, precisam proporcionar visitas domiciliares, buscas ativas de pacientes, atendimento aos familiares de usuários e apoio matricial, ou seja, apoio técnico às unidades básicas e Estratégia Saúde da Família, de modo a fortalecer a rede de saúde mental, onde não devem existir referências transferindo responsabilidades, mas sim integração de equipes nos cuidados aos pacientes. Porém, a realidade que conheço destes CAPS é sobrecarga de serviços para equipes em número insuficiente.

Dia Mundial de Saúde Mental em Jaraguá do Sul SC!

Hoje encontrei novos velhos amigos! Foi assim que me senti acolhida em Jaraguá do Sul SC para participar do 2 Encontro de Saúde Mental dos Municípios da AMVALI (região do Rio Itapocu). Encontro este que deu destaque a Política Nacional de Humanização como base do trabalho que vem sendo desenvolvido pela Câmara Técnica de Saúde Mental com todos os municípios da região.

GT de Apoio em Santa Maria

O Grupo de Trabalho de Atenção Básica e Redes – GT ABR, constituído em Santa Maria, em decorrência do incêndio no dia 27 de janeiro deste ano, como um grupo Itinerante de Apoio às equipes da Atenção Primária (APS) - Unidades Básicas e Estratégia Saúde da Família (ESF), após cerca de 7 meses do desastre permanece em plenas atividades.
Este foi um dos oito grupos instituídos juntamente com o Serviço de Acolhimento 24 Horas - atendimento psicossocial às famílias/pessoas envolvidas no desastre sob a coordenação do Departamento de Ações em Saúde/Secretaria de Estado da Saúde (DAS/SES/RS) e Coordenação de Saúde Mental de Santa Maria.

Atenção Básica no Alto do Morro

Mulheres - Agentes Comunitárias de Saúde

No fundo de um barraco no alto do morro

Um cãozinho guarda a porta

La dentro duas almas se escondem do mundo

Protegem o afeto mútuo

Da feia realidade da fronteira

Que separa a cidade dos excluídos

Da cidade dos cidadãos certinhos

Em sua luta para vingar seus fantasmas

Se esquecem de olhar o céu acima e a cidade abaixo

Mas as mulheres, passam por homens armados

Encaram as escadas sujas e sobem o beco

Levam um amor feminino de cuidado e acolhimento

A dois homens perdidos na difícil arte de cuidarem-se

Em meio a guerra urbana

Lutada pelo privilegio de vender a vigília e o sono

Aos normais que vivem mais perto do rio

Divulgar conteúdo