medicalização


Maria Luiza Carrilho Sardenberg is offline
6votos

Clínica de Uma Vida: estilhaços de educação e (m) saúde

 

"O projeto de construir um mapa imagético dos últimos cem anos, de uma história sem palavras, sobre a medicalização da vida, vagou no pensamento do Sr. W. por uns 15 anos. O tempo, como sempre, era curto. Aulas. Seminários. Correções. Viagens. Projetos da Universidade. Bancas. Ao pensar em sua aposentadoria, com seus setenta anos, decidiu retomar esse velho pensamento."

 


ruiharayama is offline
12votos

Dia da Visibilidade Trans - para além do respeito, o necessário acolhimento e a interseccionalidade

No Dia 29 de Janeiro é comemorado o Dia da Visibilidade Trans.

Comemoração?

Até o dia de hoje (28/01) 56 mulheres trans foram assassinadas. Preferiria o nosso pensamento cartesiano, aquele que pensa em formas retas e 'perfeitas', que se fossem mais duas - 58 mortas - poderíamos dizer que até o dia 29 de Janeiro, no Dia da Visibilidade Trans, foram 2 Mulheres Trans assassindas por dia.

Aí ficaríamos com números redondos para então lamentar o assassinato de DUAS mulheres trans por dia nesse ano que acaba de iniciar.

 


ruiharayama is offline
13votos

#DIFERENTONA, não! Iguais na diferença!

Sinceramente não sei como isso começou, mas 'viralizou' na internet a prática de brincar com hábitos relacionados à diferença dos internautas, dos que só gostam de um tipo de série, dos que não ligam para a TV, e por assim vai (uma amostra pode ser vista aqui). 


ruiharayama is offline
14votos

Entre você também na roda pela desmedicalização!

O vídeo abaixo é uma pequena amostra da comemoração do Dia Municipal da luta contra a Medicalização da Educação na cidade de São Paulo.

O dia, promovido sempre aos domingos em algum parque, marca o dia 11 de Novembro, dia da Luta contra a Medicalização da Educação.

Muito já está na internet sobre a data, mas o que é mais importante é a mensagem da música que foi escolhida, ao acaso, para fechar o nosso evento.


ruiharayama is offline
10votos

CONANDA PUBLICA RESOLUÇÃO ALERTANDO OS PERIGOS DA MEDICALIZAÇÃO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

Quem cresceu na periferia de qualquer capital brasileira teve que conviver com o imaginário de ser enviado para a "Febem". A 'prisão' dos adolescentes surgia como ameaça, e metia mais medo do que a chamada dos pais, "Vou chamar a Febem!".

 Eu me lembro que um dos meus amigos de pular o portão da escola teve esse fim. E recordo que depois que ele voltou de lá nunca foi mais o mesmo. Mudou de escola, fugiu de casa, e sumiu das nossas vidas.

As discussões e histórias sobre as medidas socioeducativas é sempre tensa.


deboraligieri is offline
19votos

Veja como foi o webinário "Formação, participação cidadã na saúde e VER-SUS: que conexões?"

No dia 09/12/15 a Rede HumanziaSUS realizou o webinario "Formação, participação cidadã na saúde e VER-SUS: que conexões?", um rico debate sobre o direito à saúde a partir do exercício democrático da ocupação dos espaços públicos, para a construção da saúde como algo pertinente à sociedade considerada em toda a sua multiplicidade de atores políticos e de condições sociais, relacionando o VER-SUS e demais dispositivos de rede como espaços para a produção de 'reflexões sobre/práticas para' um SUS acolhedor das diferentes necessidades em saúde.


Maria Luiza Carrilho Sardenberg is offline
11votos

questões biopolíticas do cuidado em saúde

 

Esta chamada para a audiência pública é fundamental pois se trata de discutir a linha tênue que passa entre a promoção de direitos e o controle dos corpos e mentes.

Falar de prevenção e diagnóstico precoce em saúde mental, principalmente na infância e adolescência, onde uma certa instabilidade de formatações psíquicas constituem o modo mesmo de ser da idade, é assunto de extrema delicadeza. Ainda mais quando vivemos contemporaneamente um boom de abordagens medicamentosas para toda e qualquer manifestação de suposto "desvio" das normas.


ruiharayama is offline
13votos

Se eu não posso brincar, não é a minha luta! - 5 anos de Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

 

Se eu não posso brincar, não é a minha luta!

Passados 5 anos do I° Seminário Internacional a Educação Medicalizada, o Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade completa meia década de existência e potência em um cenário em que experimentar e afirmar novas existências no mundo contemporâneo tornam-se cada vez mais importantes. 

 


ruiharayama is offline
8votos

MAIS UMA VITÓRIA RUMO À PROMOÇÃO DA SAÚDE INTEGRAL DA SOCIEDADE: DESMEDICALIZA!

 

 O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade em articulação com técnicos do Ministério da Saúde recebeu a excelente notícia: MINISTÉRIO DA SAÚDE PUBLICA RECOMENDAÇÕES SOBRE O USO ABUSIVO DE MEDICAMENTOS NA INFÂNCIA

A recomendação pode ser lida aqui

Confira a reportagem abaixo: