Cordel a ponte do SUS

Primary tabs


7votos

Cordel a ponte do SUS

AlberisLuis is offline

Esse cordel faz parte das minhas coleções e criações poéticas sobre o SUS.  Sou estagiário de Psicologia no Núcleo de Apoio à Saúde da Família, no munício de Caruaru/PE. Tenho aprendido todos os dias que nosso Sistema de Saúde é muito rico, lindo e tem contribuído para a qualidade de vida de muitas pessoas. Hoje, no grupo hiperdia, na USF do morro centenário, pude ver de perto a alegria dos idosos na participação do NASF na comunidade. Nesse momento de retrocesso político e de constantes ataques ao SUS, surge nos morros das cidades, atitudes que transformam vidas. Sim, o SUS é nosso e, por mais que tentem nos tirar esse direito, RESISTIREMOS. O cordel nasce como inspiração nas vivências em campo, do contato com o usuário, com os profissionais, de cada riso compartilhado e de cada lágrima que pede socorro. A ponte do SUS é feita por todos NÓS e para todos NÓS.  

CORDEL A PONTE DO SUS

Fonte da imagem: http://www.poetaedgar.com.br/p/projetos.html

 

A PONTE DO SUS

Vamos construir uma ponte

Sejam bem-vindos a essa ação

Aqui a mão de obra é firme

Feita de luta e coração

 

Integralidade é nossa base

Diversificar é nossa missão

Saúde garantida e assistida

Fortalecendo à atenção básica e à promoção

 

Regionalizar é nossa meta

Por um fim das iniquidades sociais

Potencializando e ampliando

É que construímos muito mais

 

Queremos a participação social

Com a PNEPS o SUS vai radicar

Em rede, roda e cultura

Transformando essa educação popular

 

A declaração de Alma-Ata ressaltou:

Saúde é um direito humano fundamental

A carta de Ottawa advogou:

Da saúde para o desenvolvimento social

 

Saúde ampliada em 1986 surgiu

Na 8º conferência com muita ação

O conceito de renda, trabalho

Transporte, lazer e educação

 

Nessa ponte em construção

De muito trabalho vamos precisar

Foi em 2003 que surgiu

O NEPS para gestão encaminhar

 

O processo é de reconhecimento

De caminhos e trilhas para desencadear

Espaço de articulação

De práticas de educação popular.

 

O agricultor na terra planta

E nessa terra é preciso CONSCIENTIZAR

Na agricultura é a soma

Na saúde é o cuidar

 

Não vamos esquecer a humanização

O serviço de saúde e da população

Porque quem cuida do povo tem que saber

Saúde também se faz de coração

 

Em 2008 a saúde cresceu

O Nasf chegou pra modificar

Com a ponte em desenvolvimento

A Saúde da Família emplacar

 

Tem UPA, tem SAMU e Hospital

O SUS não é coisa pequena não

De práticas de humanizaçao e integrativas

munido de muita ação

 

Agora o SUS é outro

Tem a RAPS para ajudar

Com o CAPS e o território

No projeto terapêutico singular

 

O estudante também é parceiro

No VER-SUS tem projeção

Unidos com o povo do campo 

Trabalhando a organização

 

Pra essa ponte não cair

Do povo vamos precisar

Privatizar não soluciona

O que funciona é o lutar

 

Tão querendo a ponte rachar

O político que só vê o mal

E para finalizar essa história

ENTENDAM, O SUS É UNIVERSAL. 

 3 COMENTÁRIOS

Emilia Alves de Sousa is offline

Muito inspirador o cordel Alberis! Retrata lindamente a potência do SUS!

Ai de nós se não fosse o SUS! "Sim, o SUS é nosso e resistiremos!"

AbraSUS!

Emília

 

Cristine Nobre Leite is offline

Alberis,

Amei o seu cordel.

AbraSUS

Jessica Farias Dantas is offline

Parabéns por essa belezura Alberis.
Se já tiver um cardeninho de cordeis do SUS compartilha com a gente para espalhar nos serviços. Precisamos dialogar cada vez mais com a população sobre a grandeza do SUS e acredito na arte como uma forte ferramenta.   
AbraSUS

Últimos posts promovidos


Raphael Henrique Travia is offline
5votos

"Nós" da RedeHumanizaSUS fazendo história na 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde

No dia 19.04.2016 fiz logo cedo o credenciamento da 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde para poder escolher as mesas das quais iria participar.

Últimos posts comentados


cleusapavan is offline
10votos

PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADE: COMO ANDA O IMAGINÁRIO SOCIAL DA PERIFERIA DE SÃO PAULO

Quem trabalha ou se interessa pela temática da produção de subjetividade no contemporâneo, mais especificamente, no Brasil de 2017, vai encontrar dados muito instigantes na pesquisa recém saída do forno da Fundação Perseu Abramo: “Percepções e valores políticos nas periferias de São Paulo”.

Trata-se de uma pesquisa qualitativa em que, com categorias originais, nos aproximamos de uma construção analítica passível de nos surpreender imensamente.