Blog de Marco Pires


Marco Pires is offline
6votos

A suspensão da democracia, da política e da ordem jurídica

 


Marco Pires is offline
6votos

O mito da escassez

A Reforma Trabalhista, aprovada ontem no senado federal, baseia-se na hipótese de que a alocação de recursos é uma necessidade que o mercado provê de modo ótimo nas relações de oferta e procura em um mercado livre. Esse ideal jamais foi observado plenamente em nenhum momento da história.

 
Marco Pires is offline
5votos

Do medo ao horror

 

 

Do medo ao horror.


Marco Pires is offline
5votos

A diferença entre fatos e interpretações

Como o secretário da educação afirmou em entrevista que o problema da violência afeta toda a população de Porto Alegre do mesmo modo, estou esperando que ele relate quando as crianças da família dele viram corpos esquartejados pelas ruas e tiveram que se abrigar do fogo cruzado nos corredores de suas escolas. O Dr. secretário misturou as categorias de medo e horror. Mas a covardia inerente a essa confusão mostra que não é apenas pela v...iolência urbana que ele se sente amedrontado. A audácia retórica e o desprezo pelos fatos não tem limites...

Marco Pires is offline
6votos

Ajuste, justiça e acontecimento.

O ajuste do acontecimento (e suas derivações) num sistema, caracterizado como um conjunto articulado, que generalizamos como fenômeno é o que se observa na extensão do tempo. A consciência, como saber que se enreda em saber que sabe, precisa dessa continuidade que exige uma certa noção de justiça como liame. A ecos do conceito da duração em Bérgson nessa homogenia continuidade que faz a metamorfose do acontecimento em fenômeno.


Marco Pires is offline
8votos

Liberdade e determinismo.

 

 

Diferença entre o real e a realidade: Implicações para a ideia de liberdade.

 

A integralidade do real tem implicações que ultrapassam em muito o universo espelhado em nossa mente. Nós vivemos em uma espécie de cômodo perceptivo. O que percebemos como sendo “a” realidade é um mero recorte do real. A realidade se constituí na soma das sensações que podemos processar em cada instante de nossa autoconsciência.


Marco Pires is offline
7votos

Idealismo, obscenidade, política e moralismo

A exposição, em imagens de alta definição, de dois tipos de obscenidade – as do cotidiano da política e as das entranhas da fisiologia humana – permite um olhar sobre a maneira como suportamos a percepção e a narrativa do que chamamos de realidade.


Marco Pires is offline
6votos

Que valores dão valor ao dinheiro?

Atualmente as moedas são criadas em ambientes virtuais. Muito pouco dinheiro é realmente impresso. O lastro desse dinheiro são promessas de pagamento, os títulos da dívida pública.


Marco Pires is offline
6votos

Erguer-se e ser pai.

Um pai que pode se erguer, cuidar, prover e proteger depois de ajudar a conceber um filho, tem sido uma dádiva recente nos milênios em que nossa espécie tem estado sobre a terra. Viver para ver seu filho ter filhos é, igualmente, uma generalidade inusitada que ganhamos ao longo dos últimos séculos. Somente os Deuses tinham filhos que tinham filhos. Nossas existências eram curtas demais, antes dos profundos sulcos que a tecnologia abriu em nossos incontáveis destinos.

VEJA TAMBÉM


Marco Pires is offline
6votos

A suspensão da democracia, da política e da ordem jurídica

 


Marco Pires is offline
6votos

O mito da escassez

A Reforma Trabalhista, aprovada ontem no senado federal, baseia-se na hipótese de que a alocação de recursos é uma necessidade que o mercado provê de modo ótimo nas relações de oferta e procura em um mercado livre. Esse ideal jamais foi observado plenamente em nenhum momento da história.


Marco Pires is offline
5votos

Do medo ao horror

 

 

Do medo ao horror.


Marco Pires is offline
5votos

A diferença entre fatos e interpretações

Como o secretário da educação afirmou em entrevista que o problema da violência afeta toda a população de Porto Alegre do mesmo modo, estou esperando que ele relate quando as crianças da família dele viram corpos esquartejados pelas ruas e tiveram que se abrigar do fogo cruzado nos corredores de suas escolas. O Dr. secretário misturou as categorias de medo e horror. Mas a covardia inerente a essa confusão mostra que não é apenas pela v...iolência urbana que ele se sente amedrontado. A audácia retórica e o desprezo pelos fatos não tem limites...

Marco Pires is offline
6votos

Ajuste, justiça e acontecimento.

O ajuste do acontecimento (e suas derivações) num sistema, caracterizado como um conjunto articulado, que generalizamos como fenômeno é o que se observa na extensão do tempo. A consciência, como saber que se enreda em saber que sabe, precisa dessa continuidade que exige uma certa noção de justiça como liame. A ecos do conceito da duração em Bérgson nessa homogenia continuidade que faz a metamorfose do acontecimento em fenômeno.


Marco Pires is offline
8votos

Liberdade e determinismo.

 

 

Diferença entre o real e a realidade: Implicações para a ideia de liberdade.

 

A integralidade do real tem implicações que ultrapassam em muito o universo espelhado em nossa mente. Nós vivemos em uma espécie de cômodo perceptivo. O que percebemos como sendo “a” realidade é um mero recorte do real. A realidade se constituí na soma das sensações que podemos processar em cada instante de nossa autoconsciência.


Marco Pires is offline
7votos

Idealismo, obscenidade, política e moralismo

A exposição, em imagens de alta definição, de dois tipos de obscenidade – as do cotidiano da política e as das entranhas da fisiologia humana – permite um olhar sobre a maneira como suportamos a percepção e a narrativa do que chamamos de realidade.


Marco Pires is offline
6votos

Que valores dão valor ao dinheiro?

Atualmente as moedas são criadas em ambientes virtuais. Muito pouco dinheiro é realmente impresso. O lastro desse dinheiro são promessas de pagamento, os títulos da dívida pública.


Marco Pires is offline
6votos

Erguer-se e ser pai.

Um pai que pode se erguer, cuidar, prover e proteger depois de ajudar a conceber um filho, tem sido uma dádiva recente nos milênios em que nossa espécie tem estado sobre a terra. Viver para ver seu filho ter filhos é, igualmente, uma generalidade inusitada que ganhamos ao longo dos últimos séculos. Somente os Deuses tinham filhos que tinham filhos. Nossas existências eram curtas demais, antes dos profundos sulcos que a tecnologia abriu em nossos incontáveis destinos.