Regulação das Redes de Atenção à Saúde

Primary tabs


5votos

Regulação das Redes de Atenção à Saúde

Wando Francisco de Andrade Júnior is offline

 

O que são Redes de Atenção à Saúde ? 

São novos arranjos organizacionais que visam otimizar o processo de trabalho, bem como melhorar os serviços ofertados à população. Desenvolvido durante a gestão do Ministério da Saúde nos anos de 2011 a 2013, busca melhorar a efetividade do serviço prestado a população, com enfoque na integralidade do cuidado. Essa nova forma de organização foi baseada nos países que já trabalham nesse modelo de estrutura, por exemplo o Canadá.  

As Redes foram constituídas pela Portaria nº 4.279/2010, e possuem 5 que foram priorizadas, são elas:  

  • Rede Cegonha; 

  • 2. Rede de Atenção às Urgências e Emergências (RUE); 

  • 3. Rede de Atenção Psicossocial (Raps); 

  • 4. Rede de Cuidado à Pessoa com Deficiência; 

  • 5. Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas.  

Abaixo temos um vídeo do Eugênio Vilaça Mendes, que aconteceu em Porto Alegre e explica um pouco mais sobre o assunto, não deixem de conferir, é longo mas vale a pena !!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 0 COMENTÁRIOS

Últimos posts promovidos


Emilia Alves de Sousa is offline
6votos

Projeto: "Enquanto o Doutor não Vem"

 

Hoje (23) deu-se inicio no ambulatório do HILP a implantação do “Projeto Enquanto o Doutor não Vem”. Trata-se de uma iniciativa que tem como público alvo os usuários do ambulatório do Hospital Infantil Lucídio Portella, com o objetivo de otimizar o tempo de espera no atendimento ambulatorial, através de ações informativas e interativas, buscando ampliar o conhecimento, a troca de saberes e o nível de satisfação entre esses sujeitos.

Últimos posts comentados


Fátima Couto is offline
0votos

A vida volta a sorrir...

Chica foi mais uma das muitas moradoras dos hospitais psiquiátricos brasileiros. Sua genética e história de vida lhes foram desfavoráveis e não deram a oportunidade de viver como ela merecia. Desde 08 de maio de 1984 morava no Hospital Dr. João Machado e por lá permaneceu até maio de 2016. Foram 32 anos, muito mais do que tenho de vida, vividos entres as paredes institucionais. Desses, aproximadamente 25 anos foram passados em enfermarias rotativas caracterizadas pela impossibilidade de ter um lugar para chamar de seu.