O papel da Atenção Básica nas redes

Primary tabs


6votos

O papel da Atenção Básica nas redes

Wando Francisco de Andrade Júnior is offline

O Sistema Único de Saúde possui um arranjo organizacional em redes, e a principal área de entrada e teoricamente resolutividade desse serviço é a atenção básica. Nesse nível são desenvolvidas estratégias como o saúde na família, que preconiza a reorganização do sistema, voltados à estratégia de expansão através da mudança nos processos de trabalho, tal redirecionamento proporciona ampliar a resolutividade, bem como impacto na situação de saúde de pessoas e coletivos.

De acordo com o Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, até o mês de Abril de 2016 havia aproximadamente 124.595.058 pessoas cobertas pela estratégia Saúde da Família, o que dá uma proporção de quase 65% de pessoas atendidas. Esse número reflete uma necessidade de expansão do serviço, pois o preconizado como essencial é uma cobertura de mais de 70%, sem contar que essa taxa varia de acordo com região, tendo algumas que se encontram em torno de 30%, como é o caso do Distrito Federal.

Esse número deveria ser maior, pois a atenção básica deve ser o serviço principal dentro do nosso Sistema Único de Saúde. Ao pensar na articulação das Redes de Saúde, a AB configura-se tanto como a porta de entrada, como aquela que irá reabilitar o usuário em seu ambiente familiar. Nesse sentido, o papel desse serviço é o de manter uma comunicação ativa com os demais níveis de atenção da Rede de Saúde, de modo que possa haver integralidade do cuidado, bem como longitudinalidade das ações e serviços prestados à comunidade.

 0 COMENTÁRIOS

Últimos posts promovidos


Layse Veloso de A. Santos is offline
5votos

“Das estradas esburacadas de barro...” Uma roda de conversa sobre Educação permanente com alunos de psicologia.

Este post descreve a realização da nossa primeira roda de conversa com os alunos de psicologia do CESMAC de duas diferentes ênfases de estágio específico, educação e saúde. Post dedicado a atividade realizada para a disciplina Humanização na Saúde, ofertada pelo professor Sérgio Aragaki no mestrado profissional da FAMED/UFAL. Mas, antes de falarmos sobre a roda, é importante uma ressalva introdutória.

Últimos posts comentados