Filme nas férias? "Uma prova de amor"...


11votos

Filme nas férias? "Uma prova de amor"...

Luciane Régio is offline

Filme: Uma prova de amor

Minha irmã, que está em férias, indicou-me este filme. Eu, que não estou em férias, assisti na segunda-feira... “intrigadíssima”, porque ela disse-me que o filme era um “drama feito pela Cameron Diaz e tinha uma história linda”, e que eu deveria “estar preparada"... chegou a comentar “que, ainda, após algumas horas, doía-lhe o peito”! Mas eu foquei apenas na informação que me pareceu engraçada, feliz – “Cameron Diaz fazendo drama” (!) e “história linda”! Iniciei a ver o filme quase meia-noite, apesar do dia... resultado: Fiquei caminhando até as três da manhã, mesmo assim, vim trabalhar ontem, mas só consigo comentá-lo após esses 2 dias! E minha irmã disse que por isso assistiu nas férias! Assistam! Eu, que outro dia indiquei assistirem outra vez o filme “Minha Vida”, digo que este traz muitas outras questões sobre o aprender-a-morrer vivendo!


Sinopse:

No drama, uma jovem chamada Kate (Sofia Vassilieva) tem leucemia diagnosticada. Sua mãe Sara (Cameron Diaz), uma advogada de sucesso afastada do ofício para cuidar da filha debilitada, e seu pai, o bombeiro Brian (Jason Patric), tentam de todas as maneiras reverter o quadro da doença, e quando veem todas as possibilidades cessarem, são aconselhados por um médico a fazer uma fertilização in vitro para que a criança se torne uma doadora. Anna nasce e desde bebê passa a doar sangue, medula óssea e células para a irmã mais velha. Só que o quadro clínico de Kate não melhora, e a única chance de uma possível recuperação é a doação de um rim. A estas alturas, Anna é uma adolescente de 11 anos e se encheu de todo esse processo cirúrgico, então decide ter uma vida normal; ama a irmã, mas quer ter controle do próprio corpo. Procura o advogado Campbell Alexander (Alec Baldwin) e resolve iniciar um processo contra seus pais, pedindo uma “emancipação médica”.

 

Alguém já assistiu?

 

 7 COMENTÁRIOS

Cláudia Matthes is offline

assistir ao filme...se emocionar, se fortalecer...pensar na morte e na vida...na potência dos encontros.

Autores como Freud e tantos outros nomes deram lugar a pessoas que vamos descobrindo pela estrada...transbordantes!

O Chá é receita da Pati...a idéia da organização da tarde da Lú de São Sepé....o modo de colar é da Jacqueline me trazendo Lurdinha de lembrança...o médico que nem imagina nossas conversas virou para nós e falou que deviríamos dançar. Tal como ciganos, eu, imaginei a Shirley com sua dança circular.

Construções feitas de laços de afetos Percebo que Eramo entrou na roda com Annatália, são macramês de inteligência coletiva sendo construidos...

emocionante ver o afeto brotar e o significado da palavra vida se expraiar!

Essa rede, interface, saude e doença!

amo vocês

Cláudia

 

Luciane Régio is offline

Estou aprendendo tanto! Só tenho o que agradecer a esta rede! Uma das maiores aprendizagens, e que tem se misturado com a filosofia de vida que venho desenvolvendo há alguns 20 anos (antes de conhecer a PNH), potencializando a "vida", a alegria de estar "na vida", tem sido aprender a pensar na morte como parte do projeto "do viver". Sempre sofri muito com mortes de queridos, experiências de morte física? Não que se deva "meditar sobre a morte, mas sobre a vida". Tem diferença! E o filme? A Cameron parece meio histérica, mas qual mãe não ficaria? Surpreende, a história e as atuações. Já gostava de ver a pequena Abigail Breslin (pelo filme Miss Sunshine, que dá o que rir e pensar), ela quase me enganou também! Mas bem que... requerer o direito de decidir sobre o próprio corpo, independentemente da idade, poderia remeter-nos a repensar questões éticas... compreender o sofrimento humano em qualquer idade? A irmã que doa e não quer mais sofrer (cirurgias, procedimentos, futuro incerto da própria saúde), mesmo que não compreenda que isso pode levar a irmã mais velha à morte. A adolescente com leucemia que decidiu parar de tentar viver? Só com o chá da Pat e vontade de ir além da película... Conte-nos a reação do pessoal ao ver o filme. Mês que vem trarei os ACS para cá... Beijos Peju! (FSM só na quinta e sexta, ontem fomos apenas para a abertura, confira o post  http://www.redehumanizasus.net/node/9179).

Cláudia Matthes is offline

como é fácil dar pitacos na vida do outro...

enfim, são leques que se abrem para que a gente tome folego e pense que o mar nasceu para todos...debulhei em lágrimas!

Na quarta-feira assisto com a Equipe e com o chá da Pati. Consegui um lugar legal, a sala de informática da prefeitura....o clima perfeito para sair do lugar....espero Encruzilhadas!

Um beijo grande em vc que deve estar em Porto na Beira do Guaiba colocando em questão a vida.

Bjão. nos dê noticias!

com muito carinho

Cláudia

 

Últimos posts promovidos


gustavonunesoliveira is offline
12votos

Marcus Matraga e as nossas lutas! Luto e Homenagem!

Hoje soube logo no começo da tarde, através de nota do Movimento Nacional de Luta Antimanicomial veiculada pelo Facebook da tragédia ocorrida no município de Jaguaripe. O senhor barbudo que andava se metendo em conflitos entre Fazendeiros e Indígenas foi sequestrado e assassinado esta noite de 4/02/2016. O nome dele de nascença é Marcus Vinicius de Oliveira Silva, mas nós o conhecemos com o nome de Marcus Matraga, do movimento de Luta Anti Manicomial.

Últimos posts comentados


Ivân Reis dos Santos Filho is offline
11votos

Respeito ao SUS!

HUMANIZAÇÃO !
Proposta nova em mais uma tentativa de efetivar o trabalho coletivo para uma atenção e cuidado às comunidades que vivenciam a decadente busca pela transformação de espaços de convívio,onde a integralidade do ser humano está ano luz de ser contemplada.