Projeto "Posso Ajudar" Uma Estratégia de Humanização e Acolhimento nas portas de entrada do HUCAM.

Primary tabs


13votos

Projeto "Posso Ajudar" Uma Estratégia de Humanização e Acolhimento nas portas de entrada do HUCAM.

CTHHUCAM is offline

O que é?

O “Posso Ajudar” é um projeto que tem a função de fornecer informações e orientações sobre os serviços prestados pelo Hucam aos seus usuários, como marcação de exames e consultas; ajudar a encontrar o setor que estão procurando; auxiliar em campanhas educativas e multirões.

Desenvolver atividades de entretenimento com os pacientes que estão esperando o atendimento e orientar o fluxo dos usuários nas dependências do hospital para que ele possa funcionar da maneira mais eficaz possível.
 
O trabalho é realizado por voluntários, estudantes, aposentados, servidores da Ufes e também de outras instituições, basta se disponibilizar.

Como funciona?

Nas recepções do hospital e nos corredores dos ambulatórios ficam os colaboradores com o colete “Posso Ajudar?”, acolhendo os usuários e servidores, encaminhando-os até os serviços/setores procurados e prestando
demais contribuições quando necessário.


Resultados

  • Acolhimento sensível e cuidadoso.
  • Melhora do fluxo de usuários no hospital.
  • Valorização de servidor que está em reabilitação funcional.
  • Interatividade de estudantes de diversos
  • cursos com usuários e trabalhadores do HUCAM.

banner_posso_ajudar.jpg
012.jpg
065.jpg
005_3.jpg
018_2.jpg
001_2.jpg
015_2.jpg
006_3.jpg
009_3.jpg

 

 0 COMENTÁRIOS

Últimos posts promovidos


Raphael Henrique Travia is offline
5votos

"Nós" da RedeHumanizaSUS fazendo história na 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde

No dia 19.04.2016 fiz logo cedo o credenciamento da 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde para poder escolher as mesas das quais iria participar.

Últimos posts comentados


cleusapavan is offline
10votos

PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADE: COMO ANDA O IMAGINÁRIO SOCIAL DA PERIFERIA DE SÃO PAULO

Quem trabalha ou se interessa pela temática da produção de subjetividade no contemporâneo, mais especificamente, no Brasil de 2017, vai encontrar dados muito instigantes na pesquisa recém saída do forno da Fundação Perseu Abramo: “Percepções e valores políticos nas periferias de São Paulo”.

Trata-se de uma pesquisa qualitativa em que, com categorias originais, nos aproximamos de uma construção analítica passível de nos surpreender imensamente.