Saúde Mental na Roda em Evento no RS

Primary tabs


15votos

Saúde Mental na Roda em Evento no RS

simone mainieri paulon is offline

 

 

 A roda de conversas Política de Humanização e Saúde Mental foi a primeira que encerrou inscrições no VII ENCONTRO ESTADUAL DE SAUDE MENTAL DO RS, ocorrido nos dias 15-16 e 17 de setembro último em Porto Alegre com o tema “A rede que temos e a Rede que queremos”. O Evento reuniu 1.500 participantes entre trabalhadores, estudantes, usuários do SUS e gestores de serviços de saúde mental do Estado. Mas as possíveis interfaces entre a PNH e a Reforma Psiquiátrica se “espraiaram”, como gostamos de dizer por esses pampas, ao longo do Encontro. Além dos integrantes que buscaram especificamente este tema convocados pelo título da Roda, inúmeros apoiadores da Humanização infiltraram-se com esta discussão em diferentes momentos. Já na mesa de abertura, o Secretário Nacional de Saúde Mental, Pedro Gabriel Delgado, citou o princípio do protagonismo dos sujeitos para referir o diálogo que tem aproximado as duas políticas do SUS. A formadora da região da serra gaúcha – Loiva Santos – defendeu herculeamente o direito do usuários de drogas a um atendimento respeitoso e integral na mesa em que a política de Redução de Danos foi posta em xeque. No dia seguinte, Ricardo Teixeira partiu do problema da banalização do conceito e reificação das Redes para apontar a concepção das Redes de Conversação, produto de sua inspiração espinoziana. A idéia calou fundo nos militantes corações por um cuidado em liberdade e reverberou em várias das Rodas de Conversa que se seguiram na tarde. A mesa de encerramento, composta por mim e a psicóloga e Sandra Fagundes, retomou a importância da conversa como instrumento privilegiado na constituição das Redes que efetivamente cuidam, na perspectiva da Clínica Ampliada, e finalizou com imagens que materializam a concretude desta proposta no vídeo com a sistematização da experiência da apoiadora e formadora Maria Judete Ferrari no município do Alegrete. A foto colorida apresenta um dos momentos desse debate, com a representante do conselho estadual de saúde participando do “Aquário” que disparou a conversa, no melhor estilo CaféHumaniza. A sua frente um trabalhador de CAPS de outra cidade do interior do RS, ao lado de Vânia Mello (de verde), proponente da Roda que contribuiu levando “esquetes” de sua pesquisa de mestrado realizada junto aos apoiadores da PNH que atuam na Saúde Mental. Ao lado do consultor Ricardo Teixeira, no 2º círculo, outra proponente da Roda de Conversas, a formadora da região Missioneira Lúcia Crescente, levando o HumanizaSUS no peito (e na raça!). Como se vê, a resistência gaudéria tem feito alguns esforços prá que a política local não seja confundida com o mar de lama com que tem sido apresentada ao resto do país (como o post do Marco duramente evidenciou).   

 

 12 COMENTÁRIOS

Sonia Mara de Fatima Ferreira is offline

 Neste encontro, constatamos o quanto a saúde mental e a PNH tem andado juntas, como referiste muitos apoiadores institucionais se fizeram presentes, esta roda estava de dar inveja, mas todas as rodas em que participei e que as colegas participaram foram quentissimas, rodaram pra valer, na mesa em que Décio falou da redução de danos percebeu-se o quanto ainda precisamos trabalhar esta politica que aos olhos de muitos ainda não é aceita, acredito que a redução é o desafio para nós profissionais da saúde perante a sociedade principalmente aqui no Sul e na minha região que ainda é conservadora. Parabens a organização do evento.

simone mainieri paulon is offline

 

e que bom que estavas "ligada" em outros espaços prá ampliar nossa discussão do Humaniza com a SM! abç

Vania Mello is offline

Sandra,

As aproximações entre a PNH e Saúde Mental mostram-se muito potentes, sem dúvida. 

Temos acompanhado inúmeras experiências aqui no RS, que revelam a pertinência dos princípios e diretrizes da PNH na humanização do cuidado em Saúde Mental.

Muitos trabalhadores e apoiadores já têm  se experimentado no desenvolvimento de estratégias de construção de um cuidado em liberdade. 

Neste sentido, nossa tarefa é fazer ecoar as discussões produzidas nas rodas de conversa promovidas no Encontro.

Abraço grande

Nercinda C Heiderich is offline

 

Me bateu uma enorme vontade de estar aí, nesta roda.

Me vi, novamente na roda da área da educação, onde, jamais consegui ficar de fora dos debates,

Queira Deus, que este encontro possa ecoar de maneira a incomodar aqueles, que estão acomodados, diante de uma situação, tão alarmante, que é  "A SAÚDE MENTAL"

Loucos?  Quém são os loucos?

Com certeza, são os mais corajosos, destemidos, etc...

Muito Bom!!!

Que  venha outos.

Nercinda.

simone mainieri paulon is offline

foram contagiados com nossa luta prá impedir que outras histórias como a de Ana Carolina voltem a ocorrer. Não só na Roda que viste, mas tb. em outros espaços teu relato tem nos servido muito prá mostrar a atualidade desta discussão de humanização na saúde mental e estimular que denúncias como a tua venham a tona. Na mesma semana do evento, levei a apresntação que me mandaste da mãe do Damião para um curso de extensão que dei prá vários profisionais de toda rede de saúde mental do RS que duvidavam que ainda existissem descabimentos como os que ali são apresentados. Tb. me ocorreu uma enorme vontade de que estejas conosco presencialmente numa hora dessas. Aliás, estás te organizando prá ir na marcha dos usuários e militantes da luta antimanicomial que ocorrerá em Brasília? Achoq ue seria uma oportunidade ótima de cruzares com outras pessoas que estão engajadas nesta luta. Me diz se tens te articulado com alguém, tá?! um bj e obrigada pelo teu comentário.
 

Adriana Regio Martins is offline

Que lindo aquário de idéias!!!

 Parabéns aos Protagonistas, construtores desta Rede que queremos...

CMH - São Sepé - RS

simone mainieri paulon is offline

jamais serão esquecidos! que bom chegar aí por São Sepé
 

 novamente prá seguir nossas conversas inicadas no curso! Abç Adriana

Luciane Régio is offline

Simone! Perdi esta, querida? Outros compromissos me afastaram do Sul, lamentei muito não poder ficar para estar... Com certeza, momentos inesquecíveis e de muita implicação para com nossa questão da Saúde Mental via "trans"!

Profi! Um beijo grande!

Luciane Martins - GTH - São Sepé

Apoiadora Institucional da PNH

simone mainieri paulon is offline

porque a Roda segue aqui e pelas tuas bandas, pelo visto! Vamos fazer rodar mais? bj
 

Loiva Fofa is offline

É muito bom entrar aqui e ler esta noticia postada pela companheira de luta Simone e ver todos estes comnetários...é mesmo emocionante..

Queria dizer que participar deste encontro foi uma experiência maravilhosa, pois vivemos em ato o aprendizao da PNH, do protagonismo, da aposta, da co-responsabilidade, da superação dos individualismo pra compor na perspectiva da construção coletiva. espaço potente de protagonismo, conseguimos fazer uma boa discussão e verbalizar nossos desejos e apostas de forma madura e persistente, respeitando as diferenças, mas garantindo construções coletivas.

Valeu a pena mesmo!!!! Já estou com saudade...

E na sequência da semana tive a oportunidade de estar em Campinas com os alunos da pós-graduaçã de Saúde Mental Coletiva da FSG - Faculdade da Serra Gaúcha, que tb foi outro aprendizado. Conhecer a rede de Saúde de Campinas é mergulhar na proposta da PNH e ver em ato muitas coisa lidas no autores da PNH em diferentes livros...voltei de lá ainda mais "vontagiada"

E seguimos com "outras palavras" se espraiando pelo Rio Grande...

Abreijos "vontagiados"

Loiva - UP SerrAÇÃO

sandrafagundes is offline

O encontro produziu composições harmonicas e desarmoinicas, também decomposições, que aliás precisavam ser decompostas. A potência do protagonismo de múltiplas vias: humanizasus, residências multidisciplinares, fóruns de saúde mental, mentaleiros, gerou coletivo em rede quente. O Encontro produziu incômodos, desacomodações, aprendizagens singularizadas. Os apoiadores do Humaniza fizeram a diferença. Valeuuu!  Neste dia da Marcha dos Usuários, é bom conectar com vocês. Abraços.

Sandra Fagundes

simone mainieri paulon is offline

que bom te ver por aqui, parceira! ainda mais em tempos de marcha! Pena não termos acrescentado mais esta a nossa longa caminhada juntas pela sociedade sem manicômios. Daqui a pouco no FSM de volta a POA, quem sabe?! bj
 

Últimos posts promovidos


Carina Helena Bubolz is offline
3votos

Hospital Independência, de Porto Alegre, viabiliza visita de animais de estimação como estímulo à recuperação dos pacientes

A paciente Cláudia Maria Franco da Cunha, moradora do bairro Cristal, em Porto Alegre, foi a primeira a receber a visita do seu animal de estimação no Hospital Independência, na tarde desta terça-feira, dia 25 de julho. A iniciativa está de acordo com a Política Nacional de Humanização (PNH), do Ministério da Saúde e visa estimular a recuperação dos pacientes.

Últimos posts comentados


Telessaude SC is offline
3votos

Vídeo novo na área! Conheça apps da área da saúde

Nesta vida cada dia mais conectada, os celulares viraram uma espécie de extensão do nosso corpo. Munidos dos mais variados tipos de aplicativos, eles nos ajudam em muitas atividades diárias, desde acordar (quem nunca perdeu a hora por ter esquecido de programar o despertador?) até conhecer e se relacionar com outras pessoas (alô, Tinder!). No campo da saúde existem muitos apps interessantes para ajudar quem os usa a ter uma vida mais saudável ou um maior controle dos seus hábitos.