Humanização é tema de concursos do Ministério da Saúde

Versão para impressãoSend by emailPDF version



O Ministério da Saúde realizou no mês de novembro dois processos seletivos para preenchimento de 600 vagas de nível médio e 395 vagas de nível superior – este último, sob a forma de contratação temporária, por quatro anos. Em ambos, a humanização foi tema de diferentes formas. A seleção de nível médio, trouxe como tema da redação “A necessidade de humanização dos serviços públicos de saúde”.

A prova de nível superior, para o cargo relacionado à educação, promoção e comunicação da saúde trouxe a PNH em cinco questões, que abordaram os princípios da PNH e também os dispositivos Visita Aberta e Ambiência. Vale ressaltar que a prova traz o equívoco de denominar a  PNH como Programa, e não como Política.
Teste seus conhecimentos!

Quanto ao Programa Nacional de Humanização (PNH) - HumanizaSUS, julgue os itens a seguir.

96 O HumanizaSUS está permitindo a implantação de práticas de humanização nas ações de atenção e gestão dos serviços de saúde e vem contribuindo com a legitimação do SUS como política pública.

97 As unidades de saúde estão investindo na educação  permanente em saúde dos profissionais, na adequação de ambiência e espaços saudáveis e acolhedores de trabalho, propiciando maior integração de trabalhadores e usuários em diferentes momentos.

98 O PNH possui como princípios a transversalidade, a indissociabilidade entre atenção e gestão, o protagonismo, a co-responsabilidade e a autonomia dos sujeito e dos coletivos.

99 O PNH está permitindo a fragmentação do processo de trabalho e das relações entre os diferentes profissionais. Isso permitirá facilitar o processo de triagem de pacientes e diminuir o tempo de atendimento.

100 Para permitir agilidade no atendimento e contato direto entre o profissional de saúde e o paciente, será necessária a diminuição do número de acompanhantes e a extinção de visitas durante a internação.

Fonte: www.cespe.unb.br
 

Tags: NOTÍCIAS DA PNH   
Estado/Cidade: Acre/Acrelândia
 

Comentários [1]

CIRANDAS NAS ESCOLAS: ARTE, EDUCAÇÃO POPULAR E SÁUDE!!

OLÁ COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS SOU JAIR, ARTISTA EDUCADOR POPULAR DE FORTALEZA - CE, QUERIA SOCIALIZAR COM VC A EXPERIÊNCIA DE ARTE, EDUCAÇÃO POPULAR E SAÚDE ATRAVÉS DO PROJETO CIRANDAS NAS ESCOLAS, DA SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE FORTALEZA E DO PROJETO CIRANDAS DA VIDA.

DURANTE SEIS MESES ATUAMOS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DAS SEIS REGIONAIS DE FORTALEZA, UTILIZANDO AS LINGUAGENS COMO: PERCUSSÃO, TEATRO, HIP HOP, ETC,
NA PERSPECTIVA DE ESTAR FORTALECENDO AS ESCOLAS, E ESTAR DISCUTINDO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES AS SITUAÇÕES LIMITES DE CADA BAIRRO.
COMEÇAMOS A PROSA COM O CORPO GESTOR DA ESCOLA,
LOGO MAIS COM OS ALUNOS E ALUNAS.
PARTIMOS DA HISTÓRIA DE VIDA DE CADA PARTICIPANTE, DEPOIS A HISTÓRIA DA ESCOLA, E POR ÚLTIMO AS SITUAÇÕES LIMITES DA ESCOLA, E DO BAIRRO.

AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES COMEÇARAM A LER O MUNDO COM OUTROS OLHOS, DISCUTIR, E PROBLEMATIZAR AS SITUAÇÕES DE SEU BAIRRO COMO: VIOLÊNCIA, DROGAS, PROBLEMAS NO ATENDIMENTO NAS UNIDADES DE SÁUDE.
ALÉM DE ESTAREM MOSTRANDO TODO SEU POTÊNCIAL ARTÍSTICO E CRIATIVO, ATUANDO COMO SUJEITOS DE DIREITOS E FORTALERCENDO O PROTAGONISMO JUVENIL.

NO FINAL ESTIVEMOS NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE NA II MOSTRA DE SAÚDE ESCOLA SOCIALIZANDO EXPERÊNCIAS.

NO FINAL TERMINOU ASSIM!!!!

A PROSA MISTURADA
O LINGUAJAR MEIO LOUCO
TEVE PAPO DE CABÔCO
CONVERSA DE DOUTORADA
TEVE RISO CANTO E BALADA
REPENTE FEITO DE RIMA
RECEITA DE MEDICINA


EITA!!! MISTURA ERRETADA.

VAMOS ENTRAR NESSA RODA, CIRANDANDO COM A GENTE
E LUTANDO E FORTALECENDO O SUS EM TODO BRASIL.