ACREDITO NA HUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE


11votos

ACREDITO NA HUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Honilda is offline

 ACREDITO NA HUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE

 

   Acredito na Política Nacional de Humanização criada pelo Ministério da Saúde,apesar de existir uma resistência muito forte por parte das diversas categorias profissionais . Creio que esta resistência se deve ao fato de ignorarem que o nosso futuro depende de uma prática humanizada.
A maioria pensa que a humanização dos serviços depende apenas de um Grupo de Humanização criado nas unidades de saúde. Este grupo, por sua vez , comunga do mesmo pensamento e assume para si a HUMANIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO, passando a “criar” ações do tipo: comemorar aniversariantes do mês; formar times de esportes; organizar passeios para funcionários, homenagear os usuários em datas significativas,etc. Definem essas atividades como “humanização dos serviços”.
 

   Vejo a HUMANIZAÇÃO de forma mais abrangente e, se continuarem com esta prática jamais conseguiremos a efetivação dos princípios do SUS através da humanização. Já trabalhei em uma unidade hospitalar fazendo parte de um grupo de humanização,e entendo que a função maior do referido grupo é de educador e agente de mudança: incutindo uma cultura humanitária no universo da saúde.
Em outra oportunidade descreverei algumas ações que acredito se aproximarem mais dos objetivos da Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde.

Honilda Camêlo/ Assistente Social/ Servidora Pública/ Residente em Maceió - AL
 

 5 COMENTÁRIOS

Honilda is offline

 

  Em uma instituição de saúde buscamos algo mais que a cura. Algo que ultrapasse os limites da técnica: conforto emocional, ética,cortesia,interesse,etc. A prática humanizada é uma qualificação e tecnologia que deve ser utilizadas pelos profissionais.

    O Assistente Social tem como norteador de sua prática o Projeto Ético Político de sua categoria, o seu Código de Ética. Nossos princípios devem ter esta base: solidariedade/reciprocidade/respeito pelo outro/ defesa da pluralidade humana/ posicionamento político em defesa da justiça e da equidade/ compromisso por valores democráticos. Logo, tem conexão direta com HUMANIZAÇÃO.Trabalhar com humanização é entender de subjetividade, é compreender que o homem não é um ser acabado,mas múltiplo e incompleto, fruto de suas experiências.E o Assistente Social tem isso em sua formação, deverá estar apto a trilhar esta seara.

   Sou Assistente Social e por minha formação entendo a necessidade de uma rede de relações e conexões, não vendo um mundo como partes separadas e sinto um mal estar em descobrir no outro uma apatia e materialismo exacerbados. Apesar de 27 anos de profissão, sinto empolgação e compromisso para dar minha contribuição na construção de uma sociedade mais justa, mais fraterna e mais una.

 Até uma outra oportunidade amigos.

   Honilda/ A. Social/ Maceió AL

  

Jailda Silver is offline

Honilda, muito importante a sua colocação quanto à humanização que, no meu ver, envolve não apenas a gestão mas também a capacidade do servidor entender o seu papel neste processo. Se faz necessário insistirmos na capacitação dos servidores, e apoiarmos quando os gestores se preocuparem em formar comitês. É preciso união, pois dessa forma  veremos  resultados no tocante ao fortalecimento do SUS! Abraços, Jailda.

José Carlos S. Silver is offline

Estou de pleno acordo. Fui gestor de uma maternidade e na época criei um Comitê de Humanização, porque não aceitava que festas e outras atividades correlatas fossem chamadas de "Humanização". Para mim, humanização é a mudança de comportamento, e a mudança do foco nas atividades junto aos usuários e servfidores da instituição. Foi difícil fazer-me entender pelos servidores, pois não entenderam ou não quizeram entender as mensagens do comitê através das oficinas de humanização que aconteciam. Entenderam que o comitê de humanização era um grupo de " espiões" da direção.
Lamentavelmente, o comitê foi sendo esvaziado e não consegui que os servidores mudassem o seu olhar.
Concordo em gênero, número e grau com a idéia da humanização nos serviços do SUS e entendo que esta é a única forma de mantê-lo vivo.
José Carlos S.Silver

Últimos posts promovidos


gustavonunesoliveira is offline
12votos

Marcus Matraga e as nossas lutas! Luto e Homenagem!

Hoje soube logo no começo da tarde, através de nota do Movimento Nacional de Luta Antimanicomial veiculada pelo Facebook da tragédia ocorrida no município de Jaguaripe. O senhor barbudo que andava se metendo em conflitos entre Fazendeiros e Indígenas foi sequestrado e assassinado esta noite de 4/02/2016. O nome dele de nascença é Marcus Vinicius de Oliveira Silva, mas nós o conhecemos com o nome de Marcus Matraga, do movimento de Luta Anti Manicomial.

Últimos posts comentados


Carlos Rivorêdo is offline
0votos

O Movimento HumanizaSUS, a PNH e o MS

Olá, pessoas humanas.

A mudança no comando do MS forja um cenário catastrófico para as políticas do SUS. 

A última vítima desse descalabro está sendo a estratégia do Apoio e, como corolário, a possibilidade de uma atuação efetiva para a Humanização da Atenção e da Gestão em Saúde.

Assisti a um programa de TV, Roda Viva, a propósito das epidemias de arbovirose. Nela, presente o ministro da saúde.

Fiquei muito impressionado com a demonstração de fragilidade do atual mandatários da pasta da saúde.