UPAS

Versão para impressãoSend by emailPDF version

Bom dia caros amigos

venho ultilizar este canal para alertar que os protocolos de Classificação de Risco das UPAS estão , com parametros ultrapassados

pois quando se criou foi bem delineado porem com o passar do tempo as realidade sobre as classificações foram  atribuladas pela falta de Fiscalização !

Transformando as UPAS em PAMs  ,vez que investe-se nas UPAS o mínimo necessario e as UPAS vivem cheias de Pacientes de Ambulatorios e, não é feito o acompanhamento depois da saída do Paciente pelos PSFs! alem de UPAS com uma só ambulancia e sem equipamento   SVA  e ate oxigenio faltando pneus desgastados e sem manutenção mecanica e etc...

trazendo desconforto e desorganização e descontrole geral !

ei da Competencia das equipes Multidisciplinar porem ao vivo e a cores   , as coisas toma se rumos dierente!

Precisa-se repensar e ouvir diretamente aos Funcionarios em Geral que vivem a realidade diretamente olho no olho com os Pacientes e no dia a dia vivencia-se outra realidade

O Treinamento deve ser constante para avivar as Diretrizes do HUMANIZASUS !

 

 

Comentários [3]

UPAS

 Ontem tinha-mos as UPAS do estado , mais Hoje temos as UPAS da prefeitura que estão tentando conciliar   os atendimentos direcionados  as clinicas da familia para realizar o encaminhamento direto para uma consulta ambulatorial. Trabalhei em 4 UPAS no rio de janeiro e posso dizer que 85% dos atendimentos são ambulatoriais, gostaria muito de fazer parte de um novo protocolo de atendimento nas UPAS com encaminhamento ambulatorial para as clinicas da familia.

Contato : rbarreto.upa@gmail.com

UPAS

 Caro Allan, 

Bom dia

 Em pleno acordo com a sua postagem e  comentários da Dra: Ângela, não poderia ficar de fora sem dar minha opinião.

Trabalho, a 20 anos em um Pronto Socorro,, mas , por volta de uns dois anos, trocaram a nomeclatura da UNIDADE, passaram a chamá-la de UPA, nome fácil de falar,não é mesmo, eu particularmente prefiro chama-la de PS.

Na minha opinião, esta havendo uma Capitalização de empresas, ações políticas ou coisa desse genero, me acompanhe neste pensamento:

Se o coro de vozes que orquestram a saúde (Nós mesmos), nos ditam sobre a importância de termos uma única porta de entrada no sistema de saúde,  ou PSF, como iremos criar uma unidade com atendimento agendado? porque se o paciente for qualificado como PA, procedimento ambulatorial, seja lá por quem for, Médico ou Enfermeiro, NÂO DEIXOU DE SER AGENDAMENTO...e agendamento pelo que me consta, é procedimento para unidade básica ou PSF, sem contar que a própria palavra Pronto Socorro, é a nossa aliada, na orientação da população em geral,sobre definição do que é URGÊNCIA, EMERGÊNCIA, E SERVIÇOS AMBULATORIAIS, isto pela simples troca de nome, um exemplo? Quando foi implantado os PSF, o cidadão chegava na Ambulatório, tinha uma lista de nomes de médicos na parede, e mesmo assim, aguardava até meses para conseguir uma consulta.No outro dia, ele chega, e o Ambulatório esta fechado...somente um cartaz de cartolina pregado na porta " SENHORES USUÁRIOS, PARA CONSULTA, FAVOR PROCURAR O PSF MAIS PRÓXIMO DA SUA CASA", este mesmo cidadão, vai ao tão novo PSF, encontra uma casa (quase sempre alugada) com um médico, uma enfermeira,tecnico(a) de enfermagem, e cinco agentes.Ele então percebe, que aquela unidade iria fazer todo atendimento sozinho...o resultado disto tudo,foi o período que tivemos o maior número de consultas no pronto socorro. Voltando a UPA, o fascínio pelo novo, as vezes nos deixa anciosos para experimentar, sem analisar consequência.

Para resumir, além da seriedade com que esta sendo discutido em PORTUGAL, como foi muito bem citado pela Angela, vou falar somente o que mudou de PS para UPA:

Nossa unidade tinha 4 entradas diferentes,PED,CLI,CIR,FUNC., hoje somente uma...

Atendimento mais rápido, e objetivo...hoje demora

Fechamento (pasmem) do laboratório de análises clinicas da unidade, com agendamento para o outro dia , ou encaminhamento para laboratório de outro hospital..ou seja não ganhamos em nada além de assumir um contrato em branco de prisão por negligência ou omissão , cuidado com os IAM....

um abraço..
 

Pois bem, como já disse, vivo esta realidade

UPA

Allan

Bom Dia

Li o seu depoimento sem contar que:para os orgãos públicos tem sido utilizado para perseguição politica.Se  o funcionário é servidor público e não pode mandar embora....utiliza a prova do Manchester caso o mesmo não passa dizendo que será transferido para outro setor sem mostrar o resultado da prova,além do mais pelo site da Ordem Dos Enfermeiros de Portugal tem criado muitos conflitos sem falar que não trabalhos com diagnósticos e sim com sintomas.Imagine!um paciente dar uma entrada com queixa  de epigastralgia e deixá-lo colocando uma cor azul e depois apresentou dentro da sala de espera sudorese etc e sabe o que era IAM,como era diabetico não apresentou queixa de dor no peito.Os médicos estão certos não ser o triador é de uma responsabilidade muito grande,fora que ainda tem que tirar foto sabendo que a nossa Constituição é clara a utilização de ser fotografada somente com a permissão do paciente.Mais...como diz se Cabral descobriu o Brasil nós descobrimos o Protocolo de Manchester$$$$$$$