Desfile de 7 de Setembro


16votos

Desfile de 7 de Setembro

Cláudia Matthes is offline

 

 

Queridos afetos, desde o curso de humanizacão, todas as intervençoes que fizemos incluiam o desfile de 7 de setembro. É só acompanhar o blog que podem perceber as intervenções.

Fico muito feliz com o próximo e por isso compartilho com vocês o texto a ser lido no dia 7/09/2010.

Um grande beijo....

Um brinde ä vida

A Secretaria Municipal de Saúde vem a público saudar a comunidade.

Na oportunidade lembramos que  saúde é uma escolha ativa, construida dia-a-dia.Abastecida toda manhá quando se é capaz de ouvir os sons da    natureza, admirar a beleza, sentir a luz do sol. Dar um sorriso, gritar um bom dia. Evitar  a correria, curtir a familia , dividir dia-a-dia com doses nada homeopáticas de afetos. E abastecidos de amor, ajoelhar-se com louvor e rezar uma ave maria.

Náo dormir tarde, trabalhar com vontade. Fazer amigos, conversar com sinceridade praticar a bondade.

Ter saúde é poder faxina  no mau-humor, sacudir a poeira, dar a volta por cima.

Remexer as fotografias buscando lembranças de alegria.

Reduzir uns quilos, tirar da cabeça uns grilos, escovar os dentes, Ler alguns livros arejar a mente. Saúde é perceber a potencia e a qualidade do encontro, é amor a familia, o auto cuidado, é amor e afago.

É dar valor ao que se tem antes que a vida e o tempo faça estragos.

Um brinde a vida.

Olha o desfile do ano de 2008:

http://www.redehumanizasus.net/node/1877

 

 10 COMENTÁRIOS

madalenadiaspsico@gmail.com is offline

Parabéns pelo texto e pelas intervenções realizadas!! 07 de Setembro..  Co-responsabilidade...  Que legal... um brinde à você e à vida! Abraço saudável....

Madalena Dias - BH

 

Cláudia Matthes is offline

também desejamos ver seu blog com novidades de Belo Horizonte!

Se precisar de uma mão ajudamos na edição.

Com carinho 

Cláudia Peju

Carolina Santos da Silva is offline

Claudinha,

sabes que sempre lembro deste movimento de vcs qdo se aproxima das comemorações! Parabéns! bj Carol - UP Minuano

Cláudia Matthes is offline

colocar a polis em questáo!

Falando em relembrar é viver lembrei do encontro em Erechim!

Me arrepiou ver o povo levantar e apresentar a Rede:

http://www.redehumanizasus.net/node/5850

São momentos onde vemos a potência do coletivo!

Uma andorinha sozinha não faz verão!

grande beijo

Cláudia Peju
 

Shirley Monteiro is offline

  07 de setembro em multiplos espaços !!!

  Beijos com Saudade !

  Shirley.

Cláudia Matthes is offline

 

antes multiplos espaços que minúsculos pedaços!

Acho que a PNH é bem isso: a possibilidade de se sair da reclamação das limitações técnicas que acabam nos fechando em quadros estanques para apreender a compor e criar novos horizontes e possibilidades!

Beijáo com carinho e a sensação de estar muito próxima

Cláudia Peju

 

Adriana Regio Martins is offline

 Um desfile de vida, pela vida... 

Vamos nos embriagar de alegria com desfiles de saúde como este, ampliar e fortificar as notícias que nos mobilizam para o lado positivo do nosso trabalho, o SUS que dá certo!

... Claudinha, linda rede de afetos.

Bjus (contagiados!)

Cláudia Matthes is offline

 

e teus olhos brilhando com amor ä vida!

Suas palavras me lembraram o filme ~Sons do Coração ~ existem pessoas que nos despertam verdadeiras trilhas sonoras e outras nos fazem tr@nsbordar ...

te amo!

beijos no seu coração e a certeza de que suas escolhas são de quem ouve os sons do coração!

Com afeto

Cláudia Peju

Sonia Mara de Fatima Ferreira is offline

LEMBRO com saudades dos 7 de setembro, quanto ensaio, preparo, angustia, ficava horas a espera de começar, não sentia cansaço e nem sede, valia presença era obrigado desfilar. Os familiares assistindo, a marcha treinada, sentia no peito a emoção, hoje não percebo mais este sentimento nas pessoas tudo passou, perdeu-seo amor a pátria, os sentimentos ou o que será que houve?

 Boa Claudia, e quanto a saudade de Erechim venha quando quiser será bem acolhida e um prazer, saudades de vcs.

Cláudia Matthes is offline

 

estamos aqui nós duas ensaiando assimilar as mudanças de valores ou será que já perdemos o gostinho de perceber o desfile como um grande evento? Eu juro que não sei se foram os outros que mudaram ou eu que mudei.

Mas, vou procurando re-descobrir no dia-a-dia (com hifen ou sem hifen até isso mudou?) os prazeres mais singulares, o gostinho do dia-a-dia, do banho quente, da luz do sol, do embalar da rede, o prazer de comer e do deitar-se quando simplesmente se está cansado.

Enfim, o desejo de mais um dia de sol, e o desejo que se respeitem as diferenças religiosas e  todas as diferenças e que jamais se caia em discrença de que viver vale mais que qualquer coisa!

um grande beijo no seu coração e o desejo de saber dos movimentos por ai !

com carinho

Cláudia Peju

Últimos posts promovidos


Ricardo Teixeira is offline
1votos

SUS chama a atenção do mundo pelo seu caráter universal e o relativo grau de eficiência em um país de grandes dimensões

A gente aqui se desdobrando para salvar o SUS de todo tipo de ataque e ameaça, enquanto ele esteve em discussão durante todo mês de abril na "Brazil Conference at Harvard and MIT".

Que interesse desperta o SUS lá fora?

A edição especial sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) a ser lançada em breve por uma das mais importantes revistas médicas do mundo, a "The Lancet", dá uma ideia: "O programa será analisado por sua abrangência. A maior curiosidade em torno do SUS é a universalização do serviço e seu relativo grau de eficiência em um país de grandes dimensões."

Últimos posts comentados


Nara Maria Holanda de Medeiros is offline
9votos

O MEDO DE UM BRASIL DE POTÊNCIA POBRE PERIFÉRICA Por Nara Maria Holanda de Medeiros*, especial para Revista Fórum

Ninguém se deixe intimidar pelos discursos: “da democracia frágil e imatura...” e do efeito do “grotesco, violento e anti-ético” (refiro-me, ao cenário do ciclo político atual) que paira sobre nós, por meio do sentimento difuso construído pela mídia-Estado; todavia, o que está, de fato, incomodando é exatamente o contrário: a construção coletiva da consolidação da democracia e o esforço das militâncias (sociais, estudantis e políticas) pela reconstrução dos modos de fazer políticas públicas nas diferentes áreas sociais, cujo foco manteve-se na diminuição das iniquidades sociais.