•   Reproduzo aqui informações que me chegaram através da publicação da Rede Nutri. Mas que com certeza não poderia deixar de compartilhar neste espaço de saúde coletiva brasileira. Conhecer a história da Saúde no Brasil nos ajuda a entender melhor a importância do SUS no momento atual.   A história da saúde pública no Brasil – 500 anos na busca de soluções A...
  • Muito importante a iniciativa de uma rádio indígena. Povos Indígenas uni-vos! Vejam o texto embaixo publicado na revista RADIS, nº 165   Rádio indígena online, a Yandê compartilha saberes e desconstrói estereótipos O líder indígena Ailton Krenak conversa com o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro. A compositora Marlui Miranda manda um recado aos ouvintes...
  • A leveza da voz e a magia do som do violão do trio musical Casa da Serenata tomou conta do Instituto do Coração (InCor), espalhou-se pelo hall de entrada do hospital, pelas enfermarias e U.T.I’s infantis, em abril de 2016. As crianças cantaram cantigas de roda com suas mães, dançaram nos berços, os idosos emocionados viram despertar lembranças adormecidas da juventude. Os...
  • Excelente documentário que deveria ser visto por todos. Pais, mães, avós, profissionais da saúde, educação e social. Impossível não se emocionar. A função do pai é realmente "ajudar" a mãe? Qualidade é igual quantidade? Uma mãe pode negligenciar sua filha? Quantas pessoas são necessárias para o desenvolvimento da criança? Brinquedos são importantes? http://www....
  • “No SUS não tem nada de bom porque na TV só se fala mal”. “Extra, extra, madrugada de filas nos hospitais da capital”. “Preciso comer isto porque o jornal disse que faz bem”. “Você soube da doença daquela atriz? Preciso me cuidar, ela deu detalhes na rádio hoje de manhã “.    Estes e outros comentários fazem parte do cotidiano, pois a...
  •   O curso objetiva:   1) Favorecer a compreensão das necessidades relativas a educação, saúde e vida de crianças, adolescentes, familiares e seus grupos sociais, a partir de uma perspectiva não medicalizante   2) Apoiar a abordagem não medicalizante dessas necessidades de indivíduos e coletivos no trabalho de...
  • Debatedora:  Profª. Dra. Marília Louvison – Presidente da APSP Docente na Fac. Saúde Pública da USP  Local: (FAMERP)  Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Av. Brg. Faria Lima, 5416 - Vila São Pedro
  •       Querid@s da RHS,    compartilho com vocês um diálogo entre amig@s sobre a bancada do Boi, da Bala e da Bíblia em Mato Grosso do Sul. Fragmentos da indignação em forma de texto de Simone Becker, Esmael Alves de Oliveira e meu. Há, também, outras versões com este título em circulação produzida por outr@s autores/amig@s....
Use os filtros para refinar sua busca e encontrar resultados mais relevantes

Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
8votos

Administração X Gestão no campo da saúde

 

 No âmbito da saúde é comum que as funções de administrador e gestor sejam confundidas quanto às suas atuações dentro do serviço, Entretanto essa dúvida precisa ser sanada para que possamos entender da melhor forma possível a função de cada profissional e reconhecer o seu trabalho dentro do sistema de saúde. 


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
12votos

Recém chegada à rede!

Boa noite usuários da RHS!

Me chamo Dalila Oliveira. Sou novata na rede, granduanda em Gestão em Saúde Coletiva-UnB 5º semestre., participo da matéria Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde. Estou empolgada para começar a participar efetivamente da rede, espero compartilhar e adquirir conhecimentos!!

Obrigada pela atenção, 

AbraSUS.


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
11votos

A Organização da Rede de Atenção à Saúde

A organização da RAS deve ser realizada de forma efetiva, eficiente e com qualidade, apoiando-se nos fundamentos de economia de escala, disponibilidade de recursos, qualidade e acesso, integração horizontal e vertical, processos de substituição, territórios sanitários e níveis de atenção.
As Redes de Atenção à saúde são organizadas em arranjos produtivos compostos que combinam a concentração de certos serviços com a descentralização de outros.


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
5votos

Organização do SUS

 

 

O Sistema Único de Saúde têm sua organização regulamentada pelo decreto nº7508 de 2011.

A organização se dá pela divisão em Regiões de Saúde e hierarquização de acordo com a complexidade dos serviços oferecidos.

Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
6votos

Programa Farmácia Popular do Brasil

 

Boa tarde pessoal!

Venho fazer um questionamento a vocês.


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
7votos

Controle Social - O SUS que é da gente!

 

É garantido aos cidadãos a participação social no Sistema Único de Saúde na Lei nº8142/90, configurando o controle social. A participação da população pode se dar de duas formas: nos Conselhos de Saúde e nas Conferências de Saúde.


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
9votos

Ouvidoria do SUS - Histórico e Relevância

 

 

A 13ª Conferência Nacional de Saúde aprovou como um dos seus itens de resolução a constituição de Ouvidorias no âmbito do Sistema Único de Saúde. Nesse contexto surgiu a necessidade do Ministério da Saúde de instituir a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa – SGEP/MS com o intuito de ampliar o acesso dos usuários do SUS ao processo de avaliação das políticas públicas de saúde, como componente da SGEP/MS está o Departamento de Ouvidoria Geral do SUS (DOGES).


Dalila Machado Botelho Oliveira is offline
7votos

Cogestão - explicação simplificada

 

É uma modalidade de gestão participativa que visa incluir o pensar e o fazer coletivo, dando a oportunidade de participação no processo de gestão á várias pessoas, não sendo necessariamente aberta aos diversos sujeitos da sociedade, a cogestão não é necessariamente uma ferramenta de controle social, pode existir cogestão sem a participação de usuários. Essa modalidade gestão é utilizada com o intuito de minimizar os excessos por parte dos diferentes corporativismos garantindo a democratização das vias institucionais e sociais.